Estágios

Dôjô-Biraki e Estágio de Hokushin Ittô-Ryû Hyôhô em Munique (Janeiro de 2015)

Texto escrito por: Martin Stehli-Ono (extrato do seu blog pessoal) 
Text writen by: Martin Stehli-Ono (extract from his personal blog) 
Tradução por: Filipa Araújo
Translated by: Filipa Araújo
Edição: Eduardo Brito 
Edited by: Eduardo Brito 

Antes de mais, uma breve declaração: É extremamente gratificante ver que o nosso grupo de alunos se solidificou e aumentou nos últimos anos! Especialmente em termos de como a escola começou a chegar a alguns países Europeus, mas voltaremos a isto mais tarde.

No dia 9 de Janeiro de 2015, sucedeu o Dôjô-Biraki do Chiba-Dôjô em Munique. Esta é uma cerimónia solene de inauguração de um novo dôjô. Para isto acontecer é preciso algo de muito especial: um dôjô a sério! O Chiba Dôjô de Munique é um excelente exemplo!

As celebrações precisaram de meses de preparação para organizar tudo, assim como, convidar figuras ilustres. Aqui fica um grande agradecimento ao Ôtsuka Ryûnosuke Masatomo-sensei, e mais importante, à sua esposa, Ôtsuka Tomomi-san. ほ ん と に あ り が と ご ざ い ま し た!

Em primeiro, Ôtsuka Yoichiro Masanori, o 6º Soke de Hokushin Ittô-Ryû Hyôhô, dirigiu um discurso aos estudantes e convidados presentes. Sendo que eu (Martin) neste evento tinha a responsabilidade de “Anunciador”, traduzi o discurso para Inglês e Alemão. Também o Saikô-Shihan Ôtsuka Ryûnosuke Masatomo deu um pequeno discurso no qual agradeceu o apoio de todos. Chegamos agora ao discurso do primeio convidado de honra dessa noite, Yanagi Hidenao-sama, o Cônsul Geral do Japão. Felicitou Ôtsuka Ryûnosuke Masatomo pelo seu Dôjô, e enfatizou o caráter unificador para o exterior que é lhe dado pelo cuidado de tal herança cultural japonesa, ao representar o Hokushin Ittô Ryû Hyôhô.

Chegamos então à cerimónia de Kagami Biraki, esta, por exemplo, era pela inauguração de um Dôjô. Um grande barril de sake é quebrado em conjunto, neste caso, pelo Soke, o Saikô-Shihan, o Cônsul e os três Kaichô dos Dôkôkai.

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/biraki.jpghttps://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/aufzeichnen.jpg

A isto seguiu-se o Hono-Enbu.

Paul Masters-sensei, e os seus dois filhos, Lee Masters-sensei e Anthony Masters-senei, todos os três eram convidados de honra, demonstraram Tenjin Shinyo Ryû, o clássico estilo de Jûjutsu. Os leitores atentos deste blog* sabem que esta é uma escola que foi também ela criada no período do Bakumatsu e que o seu fundador era um amigo próximo de Chiba Shusaku Narimasa. A amizade entre as duas escolas foi estabelecida e mantém-se até hoje.

A demonstração foi bastante impressionante e prova de que esta escola é uma das mais duras e mais influentes de Jûjutsu

Dando seguimento ao Enbu, o anfitrião da escola:

O 6º Soke, Ôtsuka Yoichiro Masanori, e o Saikô-Shihan Ôtsuka Ryûnosuke Masatomo, apresentaram as Kumitachi Gogyô-no-kata, com as cinco formas de Tachi e as cinco formas de Kodachi, e claro, usando Shinken. Depois disso, o Saikô-Shihan, demonstrou Battôjutsu, tanto de Chûden como do nível de Okuden (usando sempre um Shinken).

Surge um ambiente mais calmo depois de tanta acção. Ohara -sensei Mushakoji introduziu a famosa cerimónia “Kencha”. O chá foi preparado para os deuses do Dôjô e oferecido pelo Ôtsuka-Soke.

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/1.jpghttps://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/22.jpg

A parte oficial estava terminada. De todos os convidados presentes coube aos três Kaichô (Ball Mark, Sven Albrecht e eu mesmo) servir o sake. Logo de seguida, o buffet foi aberto e os convidados puderam servir-ser da deliciosa comida e bebidas.

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/11.jpghttps://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/21.jpg

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/4.jpg

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/3.jpg

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/5.jpg

Em adição, um livrete de 32 paginas foi criado especialmente para a ocasião, no qual consta a informação da história da escola e onde se abordam as raízes filosóficas e os famosos representantes da escola. Os convidados demonstraram bastante interesse neste livrete.

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/dsc01487.jpg

No dia seguinte (10 de Janeiro de 2015) começou o Estágio de Inverno de dois dias de Hokushin Ittô-Ryû Hyôhô. Devido ao grande número de participantes, o estágio ocorreu no ginásio da Escola Japonesa de Munique. A maior parte dos participantes já eram membros da escola mas havia alguns “externos” entre nós. Entre outros, um representante de Hontai Yoshin-ryû estava presente, assim como um americano que está presentemente a estudar na Europa.

Como de costume na nossa escola, o treino começou com muito Ashiwaza-geiko, ex: trabalho de pés. Para dominar a espada é um pré-requisito fundamental. Depois, com um BOKUTO, voltamos a … Ashiwaza-geiko! Seguiu-se Suburi. Muito Suburi!

Houve depois um breve intervalo, e o feedback dos externos e dos novos alunos foi bastante revelador. Tivemos um momento de exercício difícil e puxado que causou boa disposição entre todos. Para mim e para o Sven Albrecht, o Kaichô do Dôkôkai de Osnabruck, era altura de preparação para exame, que foi vigiada alternadamente pelo Sôke e pelo Saikô-Shihan.

Todos os outros trabalharam muito as Omote Gogyô-no-kata (Daitô), as cinco katas centrais de Hokushin Ittô-Ryû. Mais tarde foi treino de Battôjutsu de nível Shoden.

Hás 19:00 tinha terminado o treino e a maioria seguiu de novo para o Chiba Dôjô onde havia ainda imensa comida e bebida da noite anterior. Sentaram-se juntos, serviram-se do barril de sake, conversaram, foram pegando numa naginata aqui, um bokuto ali ou um shinai dos suportes… o Ôtsuka-Sôke mostrou os meandros de naginatajutsu da nossa escola a um dos participantes de Portugal!! 🙂 É assim que deve ser!

O treino no Domingo de manhã foi semelhante ao de Sábado. No início da tarde foi exame de Hatsu-Mokuroku para mim e para o Sven. Uma vez que conseguimos passar o exame, há agora três Shidoin. Markus Ball, Kaichô do Dôkôkai de Bonn, já tinha recebido o seu Hatsu-Mokuroku no ano passado. Nós três ficamos depois encarregues de dar o treino de Battôjutsu.

No fim do dia, dois exames de Kirigami foram realizados, nos quais ambos passaram com distinção.

Para concluir, seguiu-se entrega dos pergaminhos de Kirigami e de Hatsu-Mokuroku. Ambos, o Sôke e o Saikô-Shihan, estavam bastante satisfeitos com os progressos feitos por todos os participantes durante o estágio. Ôtsuka-Sôke ainda presenteou alguns participantes com ofertas, para aqueles que demonstraram uma extraordinária performance. Assim, por exemplo, um membro do Dôkôkai de Basel pôde ansiar por uma kodachi-shinken!

Aqui está o pergaminho Hatsu-Mokuroku, que me foi entregue pelo Ôtsuka-Soke. O conteúdo é destinado apenas ao seu receptor.

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/dsc01488.jpg

Como mencionei acima, foram passados dois novos Dôkôkai-menjo. Este é um privilégio concedido pelo Ryûnosuke Ôtsuka Masatomo, abrir e dirigir um Dôkôkai ligado directamente ao Chiba Dôjô de Munique.

Agora, existe em Braga (Portugal) e em Budapeste (Hungria) locais de treino de Hokushin Ittô-Ryû Hyôhô! Braga está sob a liderança de Eduardo Brito (Kirigami) e Budapeste sob a liderança de Tamás Oláh (Kirigami).

Depois de dois dias de treino intenso, estavam todos cansados mas a felicidade era visível nos rostos de todos. Mais tarde saímos para jantar, mas antes passamos pelo Chiba Dôjô mais uma vez, pois quatro membros resolveram fazer keppan. Foram os dois novos Dôkôkai-Kaichô, um aluno do Dôkôkai de Braga e um aluno do Dôkôkai de Basel.

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/1.png

https://schwertgedanken.files.wordpress.com/2015/01/foto.png

Na segunda de manhã, houve mais cinco horas de treino no Chiba Dôjô Munique. Treino dado pelo Sôke e pelo Saikô-Shihan. Isto já não fazia parte do estágio oficial e estavam apenas três dos Dokokai-kaichô e um aluno do Dôkôkai de Basel. Basicamente foi um treino especial para os os Kaichô avançarem sob as instruções do Ôtsuka-Sôke e receber metodologias de treino e de ensino.

A Hokushin Ittô-ryû é rica suficiente em conteúdo para garantir muitas abordagens de sucesso que os seus professores possam tomar. Sucesso no sentido em que tu vais levar o estudante no caminho mais directo para a sua progressão. Este é o único objectivo de uma escola dedicada à espada. Mas claro, não posso comentar conteúdo individual aqui.

Entretanto, os bogus foram trazidos e fez-se… Gekiken! Somos das poucas escolas em que isto é obrigatório no curriculum. Por exemplo, é essencial para se fazer Hatsu-Mokuroku ser testado em Gekiken, é uma avaliação às reais capacidades de combate. Ainda por cima, existem táticas especificas que podem ser inseridas noutras áreas, tais como Kumitachi e Battôjutsu.

Primeiro fizemos as Gogyo-no-kata em Bogu, contudo, tanto Shidachi como Uchidachi têm que encontrar aberturas um no outro de forma a fazer ataques inesperados, mas sempre no contexto das Gogyô-no-kata.

Agora, começara o Gekiken livre sempre com pares diferentes, assim todos lutaram com todos. Hokushin Ittô-Ryû assenta na escolha livre de armas, por isso tivemos espada vs espada, espada vs naginata e naginata vs naginata. A minha última foi apenas com Sven Albrecht e foi concedida apenas aos dois novos Shidoin e receptores de Hatsu-Mokuroku.

10938824_915204451843180_780267809_o10951009_915204455176513_795235723_o (2)

Nestas duas fotos, Sven aparece na esquerda e eu na direita.

Ôtsuka-Sôke esteve o resto da semana em Munique, onde ensinou em conjunto com o Saikô-Shihan todos os dias, desde o amanhecer até ao anoitecer, alguns alunos puderam beneficiar muito com isto. Para mim e para os meus companheiros, era altura de voltar para casa.

Penso que falo em nome de todos os participantes quando, mais uma vez, agradeço esta oportunidade a Ôtsuka Yoichiro Masanori, o 6º Soke de Hokushin Ittô-Ryû Hyôhô pela sua generosidade. Tenham em conta que ele vem várias vezes ao ano todos os anos à Europa!

Mesmo o director e dono do Chiba Dôjô Munique, Ôtsuka Ryûnosuke Masatomo-sensei, merece um grande agradecimento por possibilitar um lugar tão incrível e apropriado para treinar e por planear e implementar o Dôjô-Biraki neste estágio de Inverno.

*Blog Link: https://schwertgedanken.wordpress.com/2015/01/25/dojo-biraki-und-hokushin-itto-ryu-hyoho-seminar-in-munchen-januar-2015/

Standard